FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Porto de Pesca Costeira | Aveiro (2) - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro em movimento #2 - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro | Porto de Abrigo para a Pequena Pesca (2) - VÍDEOFOTO

«Ílhavo Sea Festival 2016» no Porto de Aveiro (12) | VÍDEOFOTO

Pás Eólicas no Porto de Aveiro - VÍDEOFOTO

De Aveiro a Cacia - Imagens aéreas

“KARINA G” no Porto de Aveiro | Filmagens com drone | 1

“HC OPAL” no Porto de Aveiro | Filmagens nocturnas com drone | 4


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo




FOTOS

 Tall Ship Races no Porto de Aveiro

Tall Ship Races no Porto de Aveiro
SLIDESHOW



FAROL DA BARRA DE AVEIRO
Um gigante, com uma vista incrível, a celebrar 125 anos

O farol de Aveiro, o mais alto de Portugal, está a assinalar os 125 anos de actividade. O edifício já não "ronca", mas continua a funcionar e a ser a casa de cinco famílias. A TSF foi visitá-lo.

É lá do alto dos seus 66 metros que sai um relâmpago de luz para assinalar às embarcações onde está a costa e o Porto de Aveiro. Era também daquela estrutura que saia o som da "ronca do farol", mas uma norma europeia calou-a para sempre. Os sinais sonoros a ar comprimido, como era o aviso de nevoeiro, foram proibidos pela União Europeia no início dos anos 2000.

Desativam-se umas tecnologias, mas adicionam-se outras. É o caso do sistema "Costa Segura" que está a ser implementada em boa parte dos faróis nacionais e que o de Aveiro já tem. É composto por um radar que permite acompanhar os movimentos das embarcações até 24 milhas náuticas e, à noite, ativam-se as câmaras de visão noturna com um alcance de 3km.

O farol agora é mudo, mas não é por falta de habitantes. A guarnição que cuida dele e dos seus cerca de 70 assinalamentos (outras ajudas à navegação) é composta por cinco homens. Todos eles e as respetivas famílias vivem no edifício. O chefe-faroleiro admite que tanta proximidade, por vezes, resulta em conflitos, mas tudo se resolve. E depois há até crianças a correr pelos seus corredores.

O que também não falta são visitantes. Este ano bateu-se um recorde: 14 mil. Nogueira da Silva, o chefe faroleiro está satisfeito com esses números. Não é fácil cuidar de um mecanismo tão precioso como o farol, estar atento aos assinalamentos e ainda fazer visitas guiadas (semanalmente, à quarta-feira) ao topo do farol.

MAIS DETALHES PARA OUVIR AQUI
 




Data: 2018-10-22



Newsletter: Subscrever | Newsletter: Cancelar | Política de Privacidade e Confidencialidade

feed
mapa
Publicidade