FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Porto de Pesca Costeira | Aveiro (2) - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro em movimento #2 - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro | Porto de Abrigo para a Pequena Pesca (2) - VÍDEOFOTO

«Ílhavo Sea Festival 2016» no Porto de Aveiro (12) | VÍDEOFOTO

Pás Eólicas no Porto de Aveiro - VÍDEOFOTO

De Aveiro a Cacia - Imagens aéreas

“KARINA G” no Porto de Aveiro | Filmagens com drone | 1

“HC OPAL” no Porto de Aveiro | Filmagens nocturnas com drone | 4


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo




FOTOS

 Praia da Barra

Praia da Barra
SLIDESHOW



Aveiro ganha novo «postal» com abertura do acesso ao molhe norte

A Câmara de Aveiro inaugurou dia 13 um estradão que se encontrava vedado ao público, por estar dentro de uma zona militar, e que a partir de agora permitirá o acesso livre por terra ao molhe norte.

A obra, que representa um investimento de 100 mil euros, vai permitir visitar um dos "mais notáveis e belos locais de fruição paisagística" da costa aveirense.

"As pessoas têm o privilégio de ir contemplar a entrada da barra, o mar, ou o pôr-do-sol num paredão que entra 2,5 quilómetros mar adentro. Isto é uma coisa única", disse à Lusa o presidente da Câmara de Aveiro, Ribau Esteves.

O autarca realça a importância desta obra em termos das ofertas diferenciadas de São Jacinto, como destino turístico.

"Esta é uma oferta muito grande que vamos dar às pessoas", disse Ribau Esteves, considerando que o facto de, a partir de agora, as pessoas poderem visitar de forma aberta e livre por terra o molhe norte será um contributo "muito importante" para o aumento do turismo naquela zona.

O estradão que foi criado para as obras de ampliação do molhe norte tem uma extensão de 2,4 quilómetros, sendo o ponto de partida o parque de estacionamento automóvel da praia, junto aos mastros das bandeiras.

A obra resultou de um protocolo celebrado entre a autarquia e o Regimento de Infantaria (RI) 10.

"Nós negociámos com o exército o uso público desse estradão. O terreno continua a ser militar. No entanto, para ter o uso livre, foi necessário fazer uma vedação junto ao estradão com três metros de altura", disse Ribau Esteves.

Além da colocação da vedação, a obra contemplou ainda a qualificação do caminho. A parte da vedação foi paga pelas duas entidades em partes iguais, enquanto a parte do estradão foi paga integralmente pela Câmara.

Numa fase posterior, a autarquia pretender negociar com a Administração do Porto de Aveiro, que é a dona do molhe, a qualificação do pavimento daquela estrutura.

fonte




Data: 2018-08-21



Newsletter: Subscrever | Newsletter: Cancelar | Política de Privacidade e Confidencialidade

feed
mapa
Publicidade