FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Porto de Pesca Costeira | Aveiro (2) - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro em movimento #2 - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro | Porto de Abrigo para a Pequena Pesca (2) - VÍDEOFOTO

«Ílhavo Sea Festival 2016» no Porto de Aveiro (12) | VÍDEOFOTO

Pás Eólicas no Porto de Aveiro - VÍDEOFOTO

De Aveiro a Cacia - Imagens aéreas

“KARINA G” no Porto de Aveiro | Filmagens com drone | 1

“HC OPAL” no Porto de Aveiro | Filmagens nocturnas com drone | 4


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo




FOTOS

 Creoula

Creoula
SLIDESHOW



MMI EM FESTA
Museu Marítimo de Ílhavo celebra 80 anos

No dia 8 de Agosto o Museu Marítimo de Ílhavo celebra 80 anos de vida. Museu marítimo por excelência, de dimensão e prestígio internacional, nasceu como museu municipal em 1937. A vocação etnográfica do antigo “Museu dos Ílhavos” incluiu, desde o início, uma natureza marítima. O Grupo dos Amigos do Museu, o fundador Américo Teles e o primeiro diretor, Rocha Madail, foram protagonistas desse momento criador.

O museu atual vive para a comunidade e para os públicos. É um equipamento decisivo na estratégia de desenvolvimento do Município de Ílhavo e na promoção do território. Museu municipal mais visitado do país, em 2016 registou 80 mil visitantes e no mês de junho deste ano atingiu o seu recorde de públicos mensal.

O programa comemorativo dos 80 anos do MMI dirige-se a todo o público, dos oito aos oitenta. De 4 a 8 de agosto são várias e imperdíveis as atividades oferecidas: workshops, performances, visitas especiais, o lançamento de um livro, uma exposição e um concerto.
Um tributo aos capitães de Ílhavo expressa a homenagem do Museu à comunidade ilhavense que, ao longo dos tempos, marcou gerações e teceu a identidade local.

Uma exposição temporária muito ousada, composta por magníficas obras de pintura, edições raras e outros tesouros, invoca o imaginário da tragédia marítima e o seu lugar central na cultura portuguesa. Esse património imaterial que funde a identidade local com a nacional terá o seu momento mágico no concerto da Filarmonia das Beiras, domingo, dia 6. O repertório assenta na obra inédita de Fernando Lopes Graça, História Trágico-Marítima.
A não perder. Todos a bordo!
 




Data: 2017-07-13

feed
mapa
Publicidade