FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Porto de Pesca Costeira | Aveiro (2) - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro em movimento #2 - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro | Porto de Abrigo para a Pequena Pesca (2) - VÍDEOFOTO

«Ílhavo Sea Festival 2016» no Porto de Aveiro (12) | VÍDEOFOTO

Pás Eólicas no Porto de Aveiro - VÍDEOFOTO

De Aveiro a Cacia - Imagens aéreas

“KARINA G” no Porto de Aveiro | Filmagens com drone | 1

“HC OPAL” no Porto de Aveiro | Filmagens nocturnas com drone | 4


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo




FOTOS

 Salinas

Salinas
SLIDESHOW



Mar Film Festival | O balanço

O Mar Film Festival, que se realizou de 4 a 6 de Maio no Museu Marítimo de Ílhavo (MMI), apresentou-se como uma proposta sem paralelo no contexto nacional, suscitando interesses em diferentes quadrantes e uma receptividade significativa para uma edição de estreia.
Promovido pelo MMI e pelo Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra, o Mar Film Festival procurou dar a conhecer expressões cinematográficas sobre a relação que os povos, comunidades e culturas estabelecem com os oceanos.

O festival organizou-se em torno de dois vetores dinâmicos – por um lado, aproximando os jovens entre os 12 e os 35 anos da imagem em movimento, e, por outro lado, promovendo debates entre criadores e investigadores sobre a sétima arte.

A aproximação dos jovens ao cinema fez-se suscitando a criação de pequenas curtas-metragens idênticas às dos irmãos Lumière, através da secção “Novas Vistas Lumière”, competição em que estiveram 26 obras a concurso, e outra, pela secção “Memórias de RiaMar”, convidando alunos das escolas a conhecerem a memória da faina da pesca do bacalhau à linha, através da realização de pequenas entrevistas. Neste processo estiveram envolvidos cinco agrupamentos escolares de Ílhavo e Aveiro, num total de 109 alunos, coordenados por 13 professores.

A reunião de criadores e investigadores de cinema fez-se através da secção “O mar e o cinema”, na qual várias obras estiveram em exibição, em paralelo com intervenções dos realizadores Gonçalo Tocha e Pedro Magano e do professor Abílio Hernandez Cardoso.
“Cinema, Mar e Memória” foi outra secção onde a relação filme-investigação surgiu, através da mostra de obras de Vasco Branco com referente marítimo, e de uma intervenção de Rita Capucho, investigadora que tem pesquisado sobre a obra daquele realizador aveirense.
 




Data: 2017-05-10

feed
mapa
Publicidade